terça-feira, 4 de janeiro de 2011

velho teddy



“Achei você no meu jardim
Entristecido
Coração partido
Bichinho arredio

Peguei você pra mim
Como a um bandido
Cheio de vícios
E fiz assim, fiz assim”

Minha herança:Uma flor – Vanessa da Mata.


Procurei todos os defeitos da terra pra marcar a personalidade dele. Defeitos que pudessem dizer que ele não era melhor que eu, que justificassem que ele jamais me passaria para trás...

Vocês o escolheram... E a mim sobrou os restos, as formalidades, as raspas da amizade.

Antes nem com isso eu me interessava, queria era outro tipo de atenção, outro tipo de amor, mas notei que isso seria impossível de se conseguir de uma dona confusa, como ela, era como tirar leite de pedra.

Tanto esforço, tanto zelo, de que me servem?

Fiquei obsoleto, fiquei pra depois.

Não sou mais o brinquedo preferido. E com as lágrimas, não sou o mais divertido.

Deixei as brincadeiras para trás e sentei no jardim, estou esperando alguma criança me achar, me cuidar, e ser mais uma vez... um bom companheiro.Jamais falhei em ser bom companheiro.Espero alguém que me de valor.

Um comentário:

  1. Lindo post.. li e fiquei refletindo sobre ele..
    Gostei!
    Bjos
    Ju

    ResponderExcluir

O que achou?